Missionária com Síndrome de Down afirma: “Esse cromossomo extra é como se fosse um irmão”

Em um testemunho concedido por  Cristina Acquistapace, 45 anos, com Síndrome de Down ela afirma que “O cromossomo extra é um irmão que não é mais distante, lembra-me das dificuldades, da dor, das grandes provações da vida. Eu o mantenho bastante afastado e não me deixo influenciar por ele, porque é verdade que existem provações e dificuldades, mas também muitas coisas belas “.

Cristina é uma freira consagrada pela “Ordo Virginum”. Cristina trabalha evangelizando na Itália e muitas vezes é convidada por vários programas de televisão, sua experiência de fé e como superar as dificuldades da vida, incluindo aquelas relacionadas à deficiência.

Sua família foi parte importante para sua determinação, eles a ensinaram a confiar em si mesma, encorajando-a a lutar para divulgar e defender seus direitos.

“Na adolescência aprendi a amar a mim mesmo, meu corpo, com todas as minhas limitações.Eu entendi que você não pode amar os outros se você não fizer isso primeiro consigo mesmo. O problema de nossos jovens consiste precisamente em não poder amar uns aos outros como eles são, com o que segue “.

Seu trabalho se iniciou em 1991, quando ela tinha 19 anos de idade, ela foi missionária: no Quênia, junto com a sua tia a irmã Vitalba. Neste trabalho Cristina encontrou muita pobreza, via os moradores obrigados a viajar quilômetros para tirar água dos poços, e com os trabalhos das irmãs as pessoas que elas ajudavam no Quênia poderiam ter uma melhora em suas vidas.

Ela relata: “Comecei quase como uma aposta, para descobrir um lugar meu que eu não conhecia e que foi muito útil nos anos vindouros. Percebi que, apesar de minhas limitações, minhas falhas e meus pecados, eu poderia passar de uma condição de precisar de ajuda para poder ajudar os outros. Eu pude entender que eu era único e precioso aos olhos de Deus, que me chamou para um plano de amor “. No entanto, Cristina nem sempre foi cristã. “Até a partida para o Quênia – diz ela – tinha um acordo com Deus: de um lado eu e você do outro, porque eu achava que éramos incompatíveis. Eu não estava com raiva, só não o conhecia realmente “.

O outro momento importante foi em peregrinação a Assis. “Em um momento de oração – ela diz – eu entendi a vontade de Deus para mim: entregar-me completamente a Ele. Isso me assustou. Parei para refletir sobre todos os meus problemas e limitações, então quando me lembrei que Ele olha para o coração e não para a aparência, eu disse meu sim. Então desisti dos sonhos de amor da adolescência e optei por seguir esse projeto, até me consagrar no Ordo Virginum. Não foi fácil, pois tive que me chocar com preconceitos que eu não achava que estivessem na Igreja. Mas eu os enfrentei com coragem, apoiado pelos meus pais “. Em 25 de março de 2006, a cerimônia de consagração nas mãos do bispo Alessandro Maggiolini.

Eu tenho uma memória maravilhosa . Minha mãe me abraçou e me disse que eu finalmente consegui. Eu respondi que em vez disso era apenas o começo de uma nova vida, diferente da que eu conhecia, uma estrada no deserto, difícil de viajar, mas não impossível. Tudo isso, na consciência de que até uma pessoa como eu, com todos os seus problemas, pode se engajar na Igreja “. Em razão  a uma doença nas pernas, ele teve que desistir de dar aulas no jardim da infância, porém, não a impediu de participar de reuniões em escolas e associações sobre seu caso de superação, contando sua experiência a pais com filhos com a síndrome e tentando transmitir sua força e coragem em vencer, apesar dos muitos problemas. Como foi para ela.

Imagem:  Cristina Acquistapace © G. Leva

Fonte:  http://www.tarantobuonasera.it

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: